Send As SMS

« Home | Cavaquismos antes de deitar » | Liberdade » | Realiza-se hoje, na TVI, provavelmente o debate ma... » | Update no iPod de Bush » | É Inverno » | Quanto mais leio e mais telejornais vejo e mais bl... » | Chiclet, deita fora » | Porque é Advento » | Fumar Vive (O Golpe de Misericórdia ou O Insólito)... » | Mais que um café... »

Desiludido Com Alegre

Alegre fala em sondagens compradas - uma acusação muito grave. Alegre desiludiu-me bastante, quer como candidato a P.R., quer como político. É um facto que Alegre tem tido uma má prestação nos debates: desiludiu o eleitorado de esquerda ao não se demarcar de Cavaco Silva. Essa demarcação era essencial; Alegre mete os pés pelas mãos em debates: Alegre não está habituado a debates. Se há alguém que não é um político profissional, esse alguém é Alegre, no melhor e no pior que a expressão possa conter.
A hipotética desvantagem de Alegre em relação a Soares não é recente. Numa sondagem publicada a 12 de Novembro no “Expresso”, Alegre já vinha atrás de Soares. Porque é que só agora acha que Soares encomendou as sondagens? Porque insiste nesta absurda ideia? Porque tenta Alegre destruir Soares e não Cavaco?! Estratégia? Quero acreditar que não.
É triste que tenha que recorrer a estes meios, descredibilizando alguém que o acompanhou a vida toda no mesmo tipo de luta – é de lamentar que Alegre tenha feito de Soares o seu grande inimigo (porque fez). A ideia que deu ao eleitorado foi a de que estava mais distante de Soares do que de Cavaco. Ora, isso não é verdade. Alegre sabe bem que não é. E, se Cavaco ganhar, vai saber reconhecer, também, que o tempo dele não era agora...

Acreditava em Alegre...Já não acredito mais. Votarei nele se houver segunda volta, mas por puro pragmatismo.

António, se Alegre tem desconfianças sobre a legalidade dos resultados das sondagens (e, como sabes, apoio a sua candidatura portanto já ouvi pessoas próximas dele a comentarem que ele tem muito fundamento para as ter), e se acha que essa legalidade foi posta em causa por Soares, é óbvio que fez bem em falar! Se calhar não falou em relação às outras sondagens de 12 de Novembro porque não teve indício nenhum de que essas tinham sido 'compradas'. Não se trata de tentar 'destruir' este ou aquele, parece-me que se trata de fazer com que estas eleições sejam exemplo da democracia em que vivemos, independetemente de quem ganha ou vai á frente neste momento. E, aliás, nas sondagens publicadas ontem (3 dias depois das outras), Alegre já aparecia de novo à frente de Soares.
E parece-me que fazes uma análise errada quanto a quem tenta destruir quem, porque Mário Soares é que passou as primeiras semanas da pré-campanha a lançar diariamente farpas a Alegre, desde dizer que ele não se devia ter candidatado, até que se devia desfiliar do partido (isto tudo bastante ajudado pela comunicação social). Portanto, acho que Alegre se limitou a responder ao que lhe perguntavam (momentos esses que eram transmitidos nos telejornais e então parecia que era 'a resposta' de Alegre a Soares e o ciclo começava de novo...) e, mesmo nos debates, foi dizendo sempre que queria falar das suas propostas e não da polémica com Mário Soares e defendeu a ideia de que a esquerda deveria estar unida contra Cavaco. E não sei porque é que uma pessoa tem de achar que é mais válido ser Soares O candidato que uniria a esquerda (porque foi o proposto pelo PS?) e não Alegre e estar agora sempre a bater na mesma tecla, como se este não tivesse legitimidade para estar a fazer campanha e fosse o 'culpado' da divisão da esquerda e possível vitória do Cavaco...

A mim espanta-me é que aina acredites em Soares depois do que te foi contado e por quem te foi contado... uma pergunta: se for verdade, votas nele? Isso define a tua posição. Por favor, responde. :-)

Pedro

Uma coisa, António: o PCP e o Bloco de Esquerda já afirmaram que não seria Soares (mesmo surgindo antes da candidatura do PCP, por exemplo) que iria unir a esquerda. Não uniria e não uniu, porque Soares segundo foi divulgado na imprensa já era um nome falado há vários meses nos corredores do poder.
Nesse aspecto, é objectivo: Alegre teria mais probabilidades de unir a esquerda numa primeira volta. Conseguiria? Honestamente não creio. É importante? Não. É importante evitar a abstenção e que a percentagem de votos de Cavaco aumente por uma menor frequência de voto noutras candidaturas. Só assim há segunda volta. Acredita-me: Alegre desiste e isto acaba à primeira volta. Mas sem Soares em Belém...

Pedro

É claro que se isso fosse verdade não votaria nele. Escreverei, mais logo, um post para vos responder aos dois.

Óptimo! Não esperava outra coisa. ;-)

Pedro

Enviar um comentário
A Mesa de Café

Imprensa Desportiva

a mesa de café Blogger