Send As SMS

« Home | “Não há disciplina à qual me sinta forçado a subme... » | A Ponta do Iceberg » | Your Blog Should Be Green Your blog is smart and t... » | As novas bestas da Universidade de Coimbra » | Parabéns... » | “Então não cumprimenta? Extraordinário. Grande ord... » | Seviço Público » | Um bom mau artesão » | Smashed » | "Micro" em série »

Vaticano tenciona proibir a admissão de sacerdotes homossexuais.

O Vaticano vai promulgar, nas próximas semanas, normas que proíbem os homossexuais de serem admitidos em sacerdócio, ainda que mantenham o celibato, avança hoje o "New York Times", citando uma fonte da Igreja Católica.

(...)

As novas normas não supõem nenhuma mudança de doutrina, mas uma explicação, uma vez que, apesar de não terem sido aplicadas nas últimas décadas, existem regras semelhantes anteriores. Um documento de 1961 aconselha a rejeição da ordenação de quem tenha "inclinações perversas, como a homossexualidade ou a pedofilia".

A fonte assinala ainda que os aspirantes homossexuais ao sacerdócio, ainda que se comprometam à castidade, podem "sentir tentação" num seminário, "que tem um ambiente especial, uma vez que se está rodeado por homens e não por mulheres".

--------------------

Perante isto, várias questões se colocam:


  • Se todos os sacerdotes fazem voto de castidade, qual é o mal da existência de homossexuais celibatários? Com uma vida sexual inexistente, não há diferenças entre hetero e homossexuais.
  • Se, de facto, o celibato é uma condição sine qua non, um homem é ordenado, então não deveriam ser previstos quaisquer incumprimentos... Ou não?
  • Se quem segue a via religiosa está ciente das consequências da sua opção, será que cairá em tentação assim tão facilmente?
  • Será que é pela distância relativamente às mulheres que os celibatários heterossexuais vão cumprir o seu voto? Não haverá "fugas" ao celibato? (Claro que há!)
  • Porque é que comparam a homossexualidade à pedofilia, será a primeira, porventura, um crime? (Parece que para o Vaticano é.) E mesmo que se queira considerar como um crime, é de um nível tão hediondo como a pedofilia?
Moral da história: A igreja católica precisa de se abrir à realidade e à actualidade, cada vez mais.

  • Porque se há de dar crédito a um documento de 1961?
  • Porque não se olha para a homossexualidade de um modo mais tolerante? Será que é por estar na bíbilia que a homossexualidade é um pecado? Então mas se muitos dizem que a bíblia não pode ser interpretada à letra em certos aspectos, tem de se interpretar este?
  • E, por fim, para que diabo serve o celibato dos sacerdotes? (Calculo que seja para que a igreja perca cada vez mais adeptos).

A Mesa de Café

Imprensa Desportiva

a mesa de café Blogger