Send As SMS

« Home | Leilões peculiares! » | "Animal" apresenta a besta deste Primavera/Verão -... » | A propósito do texto sobre João Paulo II » | As qualidades inegáveis do Líder! » | Foi com alguma surpresa que hoje consultei um inqu... » | Polémicas... » | O mistério do NADA » | Vou-me suicidar com Vitamina C » | 2 de Abril: um dia simbólico » | Lições de Vida »

Espantoso!

Esta posta vem 1 semana atrasada, mas como mais vale tarde que nunca…aqui vai.

O Professor Freitas do Amaral é espantosamente imprevisível, tal é a sua previsibilidade.
De facto, o Ministro dos Negócios Estrangeiros tem o dom de fazer aquelas coisas que são de tal modo óbvias para o comum cidadão, que este (falo por mim) pensa que ele nunca teria coragem de fazer. Mas tem!
Vejamos: Depois de uma tentativa falhada e frustrante de candidatura à Presidência da República (contra Mário Soares), Freitas, sem esquecer este sonho, começou a tentar deslocar-se para a área do PSD (naturalmente mais abrangente que a do CDS). Isto passou-se nas eleições em que Durão Barroso foi eleito, com o seu apoio declarado. Mais tarde, quando toda a gente percebia que na direita Freitas não teria hipóteses mas nunca sequer sonharia que este tivesse coragem de “tentar” a esquerda, ele surpreende todos e apoia a candidatura de Sócrates (não sem previamente moldar a sua imagem pública, de modo a tornar esta mudança mais natural). Pouco depois, quando todos calculavam que Freitas pretenderia colar-se definitivamente à esquerda mas nunca o julgariam capaz de participar no novo Governo, é precisamente isso que ele faz, com a maior naturalidade (de facto).

Agora (mais precisamente há uma semana), este senhor consegue fazer-me “cair o queixo”, pois tem a “lata” de criar uma «task-force» no seu ministério para apoiar a candidatura de António Guterres ao lugar de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados. Estarei eu doido ou isto é uma descarada e fácil maneira de dar um “chuto” no único candidato natural da esquerda à Presidência da República e assim conseguir candidatar-se ao cargo? É verdadeiramente inacreditável, mas, realmente, acho que eu é que sou burro, pois já devia estar à espera, porque realmente a este homem, não falta, pelo menos, coragem!

Para aqueles (dos nossos inúmeros leitores) que já desconfiem desta minha paixão pelo Professor Freitas do Amaral, convém referir que eu apenas o considero mau como pessoa, pois não ouso sequer questionar as suas capacidades intelectuais, que, aliás, são por demais evidentes nos casos que exemplifiquei. É preciso ser corajoso, mas também, não menos, inteligente, para fazer certas coisas

eu nao partilho da tua opinião... acho que, apesar das mudanças de Freitas, este fez questão de deixar sempre bem claro que mantem as suas convicções políticas e, como tal, a sua posição actual no governo é independente!
Assim, acho também que, ao apoiar quem quer que seja, este o faz de igual modo independentemente do partido a que pertenceu (e fundou)!
Quando se deixa de concordar com os princípios de algo por terem sido distorcidos/destruídos, a coisa mais natural é o afastamento! Não vejo segundas intenções nas acções de Freitas do Amaral, mas só o tempo dirá se tenho ou não razão...

1º- não acredito que ele seja ingénuo a dizer que apoia declaradamente o PS sendo o fundador do CDS-PP - o único partido que depois do 25 de Abril não se afirmou como de esquerda ou pelo menos de índole socialista -, sem pensar em arranjar um tacho no governo. Não acredito que um Partido que pertença à Internacional Socialista tenho q escolher um democrata-cristão (esta palavra é mto enganosa) como MNE. Logo, aqui, «cheira-me» que há claras jogadas de bastidores.

2º - O mesmo não posso dizer no que toca ao apoio a António Guterres como Alto Comissário das NU para os refugiados. Acho que é uma forma sim, de tirar do baralho socialista (quão metafórico eu esto hein?!) o seu maior trunfo, para que, aí sim, a direita (vulgo, Cavaco Silva) ganhe as presidenciais. Não o julgo que o faça para proveito próprio, mas sim por convicções. Não foi aliás, o Cavaco Silva q desmistificou a trilogia do Sá Carneiro de ! Governo, 1 PM e 1 PR da mm cor, para afinal dizer q o PR deveria ser de cor diferente do governo? O extremo (sublinho, extremo) bom senso do Sr. Amaral convergirá neste mesmo ponto, tenho ideia.

Se isso for verdade, para mim, era (isto sim) totalmente imprevisivel... mas continuo na minha.

Alice, e quanto à "task force" de apoio a Guterres...? Parece-me descarado....

Enviar um comentário
A Mesa de Café

Imprensa Desportiva

a mesa de café Blogger